Relações de Massinha

Qual você escolheria?

Hoje eu queria falar sobre as relações humanas. Eu sei que isso parece muito com começo de texto filosófico, mas não é. Não pretende ser.
As relações humanas…elas são…ãhmm…extremamente complexas. Envolvem mais de uma pessoa (juura?) e talvez seja por isso. Porque ser uma pessoa é simples, ao menos você se entende. Agora se relacionar com alguém, seja da forma que for, é ser duas pessoas. E isso, meu amigo, é realmente complicado.
Uma relação não é como juntar duas pecinhas de Lego. Grudou, juntou, e é isso, depois se quiser, separa.
Não…é mais como misturar duas cores de massa de modelar, uma parte sempre fica na outra, e por mais que você tente tirar todos os resíduos, a cor sempre fica um pouquinho manchada. A não ser que você tire alguns pedaços. Mas se você fizer isso, vai estar perdendo um pouco das duas cores, certo?
E sem querer achei um exemplo muito bom do que eu quero falar. A partir do momento em que nos relacionamos de verdade com outra pessoa, que aceitamos nos misturar, não dá pra nos separarmos sem que percamos um pouco de nós mesmos.
Mas repare no que acontece se tentarmos misturar duas massinhas diferentes…uma mais mole e outra bem dura, por exemplo. Não vai misturar direito, a não ser que você invista algum tempo nessa tarefa.
E mais uma vez, as pessoas são assim. Quando duas pessoas muito diferentes tentam se juntar, percebem logo que não dá. Mas sei lá, às vezes por algum motivo elas resolvem se esforçar, e acabam virando uma só, encontrando um ponto de equilíbrio.
A questão é que muitas das vezes em que nos machucamos é quando ficamos tentando tirar de nós os pedacinhos da outra massinha. Nos machucamos porque, ao fazer isso, também estamos perdendo uma parte de nós. Então por que as pessoas simplesmente não se juntam com todos que lhe fizerem bem, e aceitam os vestígios que eles deixam como pedaços da própria identidade? Afinal, você também está deixando suas cores em outras pessoas (sem querer ser muito Cine ou Restart, eca), não é justo que simplesmente fique com algo em troca?
Então não tente encontrar pessoas perfeitas. Tente achar aquelas que vão deixar os pedaços mais preciosos em você, quando elas inevitavelmente se forem.

Anúncios

2 comentários em “Relações de Massinha

  1. Lívia disse:

    Adorei o texto!
    Uma parte que eu amay e achei super verdadeira “Não…é mais como misturar duas cores de massa de modelar, uma parte sempre fica na outra, e por mais que você tente tirar todos os resíduos, a cor sempre fica um pouquinho manchada. A não ser que você tire alguns pedaços. Mas se você fizer isso, vai estar perdendo um pouco das duas cores, certo?”
    Muito lindo amore!

    bjinhos

  2. Bruna Deliberalli disse:

    Como sempre a Bella surpreende com os maravilhosos textos dela.
    Adorei. Não tem o que tirar e muito menos o que por, se não acaba estragando. Parabéns pelo seu poder nato de entendimento, Bells.
    Beijos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s